Olá Pessoal!

Olá queridos e queridas!

Mais uma vez estou aqui e quero confessar como me sinto feliz de poder fazer isso: vir aqui e desabar lágrimas, tristezas, angústias e indignações nas teclas do computador. É como se essa tela me ouvisse muito mais do que qualquer pessoa em minha vida. Mesmo porque pessoa nenhuma é capaz de ouvir a dor da gente em algumas vezes, no meu caso, na maioria delas.

Em alguns momentos você deposita uma esperança tão grande de que as pessoas ao menos dialoguem com você, entendam as suas dores e te consolem, que a decepção é enorme quando isso não acontece. Penso que, se há vidas anteriores a essa, nestas outras devo ter sido muito ruim com algumas pessoas e tê-las feito sofrer muito e em silêncio, talvez esse seja meu karma. Sinto cada segundo de dor, cada centímetro de uma estaca que entra no meu peito e que ainda gira implacavelmente. Ninguém mesmo pode entender essa situação. 

Aliás, esse foi sempre outra sina que me acompanhou. Chego à conclusão de que devo ser bem complicado de se entender mesmo. Porém, a evolução das coisas e dos pensamentos me possibilita contabilizar cada gota de lágrima para me lembrar de que não devo precisar disso. Que tenho que me contentar em ser o cara sempre apto a ajudar, mas nunca ter alguém para me fazer o mesmo. Mesmo porque quando faço isso (desabafo) sou cruel, grosso, mal educado, injusto e outros adjetivos que tanto já ouvi de n pessoas. Tudo isso me faz ter a ideia clara de que somente eu me basto para me entender, por mais importante que seja outra pessoa compartilhar pelo menos em companhia, das minhas dores e angústias.

E eu peço tanto perdão a Deus. Como Ele pode me dar tudo e eu de repente me abater por essa onda devastadora de dor e solidão?

Sei que deveria me contentar em ter saúde, e me contento e agradeço a cada segundo de vida. Porém me entristeço por não ter o que tanto quis construído e nem oficializado. Daí me vem uma frustração enorme e eu me sinto tão mal agradecido por sentir isso. É que quando crescia tinha tantos sonhos e hoje, ao entrar na metade final da minha vida vejo muitos deles como fatos impossíveis. 

Me desculpem pelo desabafo. Segue o verso Danielano de hoje. Me desculpem por ele também.

Eu estou tão cansado
Dessa tendência da humanidade
De mentir
Camuflar e ocultar a verdade
Que não tenho mais forças para persistir
Não quero mais lutar
Para encontrar quem possa mostrar
minha realidade
Estou perdendo a batalha
sucumbindo diante da muralha
de mentiras, ocultações
da falsa felicidade
que cada um enraizou em sua alma
Não há o que negociar
Não troco a rendição por minha vida
Não vou para nenhum lugar
É tanta indignação em forma de ferida
Que em algum momento
Meu coração não vai mais aguentar
De resto, tenho na conformidade
de saber que não me vendi
e por causa disso
não me perdi
nesse comportamento mentiroso
da clandestinidade
Da vida vendida
Iludida
De falsa realidade

Um comentário:

Dani 。◕‿◕。 disse...

Bela poesia apesar de ser triste
Sabe na vida nada é fácil, e cabe a nós saber superar as dificuldades que encontramos pelo caminho, as vezes temos que sofrer sozinhos para aprender a ser forte, amadurecer.
A gente sempre espera que alguém veja a dor estampada em nossa face mas infelizmente não é assim, as vezes as pessoas não vem, ou tem medo de tentar ajudar e acabar piorando a situação, mas enfim, reflete na vida, e pensa sempre o melhor, busque sua força em Deus, por que não existe e nunca existirá melhor amigo que Deus, se encontre na chuva, no vento, nas estrelas, ajudam a refletir sobre a vida, pelo menos para mim, eu busco nas coisas simples encontrar minha paz espiritual, já que as pessoas são muito complicadas, digo isso por mim mesma, mas te garanto que independente do que esteja passando pode ter certeza que ira passar, pense com clareza e antes de julgar o que é certo ou errado, lembre-se que também erramos, que Deus ilumine seus pensamentos e te ajude a superar esse momento que está passando, fique com Deus.

Postar um comentário